Buscar
  • agenciamade

JUSTIÇA QUER AFASTAR EDUARDO CUNHA DA POLÍTICA POR 10 ANOS


O Ministério Público Federal em Curitiba propôs, ontem, uma ação civil pública por improbidade administrativa contra o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, à Justiça Federal do Paraná. Para os investigadores, Cunha é beneficiário direto do esquema de corrupção instalado na Diretoria Internacional da Petrobras. Eles querem a cassação dos direitos político dele por 10 anos e o pagamento de uma multa superior a R$ 100 milhões. As investigações deixaram claro que o deputado Eduardo Cunha se valeu de seu mandato eletivo para sustentar o esquema de corrupção e obter vantagens ilícitas, afirma o documento assinado pelos procuradores da força tarefa da Lava-Jato em Curitiba. Apesar de ter foro privilegiado, Cunha poderá ser processado no Paraná. Também são alvos nesta nova ação a mulher do deputado, Cláudia Cordeiro Cruz, o ex-diretor da Petrobras, Jorge Luiz Zelada, o operador que representava os interesses do PMDB no esquema, João Augusto Rezende Henriques, e o empresário português Idalécio Oliveira.


2 visualizações