Buscar
  • agenciamade

Isolda destaca Lei Aldir Blanc após indicação de filme potiguar ao Festival de Cannes



Com financiamento a partir da Lei Aldir Blanc, o filme potiguar "Sideral" foi indicado para concorrer à Palma de Ouro no Festival de Cannes, um dos mais importantes do mundo do cinema. Em pronunciamento na sessão desta quinta-feira (17) na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, a deputada estadual Isolda Dantas, líder do PT na Casa, parabenizou a equipe envolvida no projeto e disse que o fato comprova a importância do apoio do poder público por meio de leis de incentivo para o setor cultural brasileiro.


"É possível fazer cinema de qualidade no Estado, no Brasil e na América Latina e ser reconhecido em um dos maiores festivais do planeta. Demonstra a qualidade e capacidade do nosso cinema e, como disse o nosso presidente da Fundação José Augusto (FJA), Crispiniano Neto, prova que 'caro é a ignorância'. O áudio visual do RN nos enche de orgulho", disse a parlamentar.


O curta metragem foi escrito e dirigido por Carlos Segundo e produzido por Mariana Hardi e Pedro Fiuza, da Casa da Praia Filmes. "Sideral" é o primeiro filme potiguar a integrar a seleção oficial do Festival de Cannes. A obra é uma ficção que se desenvolve no futuro, em torno do histórico dia do lançamento do primeiro foguete tripulado brasileiro na base aérea de Natal. É um filme com equipe e elenco de profissionais potiguares, estrelado por Priscilla Vilela e Enio Cavalcante.

0 visualização0 comentário